Qualificação profissional é essencial na área contábil

Qualificação profissional é essencial na área contábil - Blog Contmatic
Compartilhar nas Redes Sociais

Adaptação da contabilidade brasileira às normais internacionais e o avanço do Sped exigem do contador uma ampla qualificação profissional 

O número de profissionais de contabilidade no Brasil, distribuídos em órgãos públicos, consultorias e escritórios, é estimado em torno de 500 mil, segundo pesquisas do Conselho Federal de Contabilidade (CFC). Mas a profissão também entre as dez do mercado com maior escassez de qualificações profissionais, como apontam especialistas.

Nesse cenário, é essencial o contador ter uma boa qualificação profissional para atender as demandas do mercado. A recente publicação da Lei nº 11.638, que alterou a Lei das Sociedades por Ações (Lei nº 6.404/1976), para que as normas contábeis do país sejam adequadas aos padrões internacionais, bem como o avanço tecnológico do Sistema Público de Escrituração Digital (Sped), que uniformizou a relação entre o Fisco e os contribuintes, são bons exemplos de mudanças que exigem dos contabilistas uma qualificação profissional para gerir todas essas transformações.

Segundo Maurício Barros, consultor contábil e societário, além de professor e palestrante dos cursos da Contmatic Phoenix, os pilares básicos da ciência contábil continuam mantidos, pois, “o débito e crédito nunca mudam”. Foi alterada, segundo ele, a forma de interpretação dos fatos contábeis. “A nova contabilidade em formato digital tem o intuito de tornar a informação contábil mais ágil e dinâmica, apresentando redução de custos com impressão e encadernação de livros. Com isso, um profissional qualificado de contabilidade é aquele que é considerado ainda mais proativo e dinâmico, em constante reciclagem e o aprimoramento da profissão”, argumenta.

É preciso buscar a qualificação profissional

Hoje, o perfil buscado pelo mercado é de um profissional qualificado e gestor para auxiliar na administração e tomada de decisão na empresa. Esse novo cenário requer um novo caráter de intelectualidade e a necessidade de reeducação da profissão, para que facilite adequação às novas exigências legais e gerenciais apresentadas pelas normas internacionais de contabilidade e pelo Sped, além da sintonia entre os profissionais das diferentes áreas das empresas.

Para atender as novas exigências, esse profissional qualificado de contabilidade deve procurar conteúdo relacionado à adequação sobre as normas exigidas através do CPC – Comitê de Pronunciamentos Contábeis e Resoluções do CFC. No que se refere ao Sped, as exigências ainda são maiores, pois o profissional se depara com as obrigações como Escrituração Contábil Digital (ECD), Escrituração Contábil Fiscal (ECF), EFD-Contribuições e EFD-ICMS e IPI, NF-e, NFS-e, EFD-Reinf, e-Financeira, e brevemente o e-Social, com mudanças nas rotinas trabalhistas e previdenciárias.

Fique por dentro de todas as novidades na legislação, acesse o Legalmatic.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.