O calendário de obrigatoriedade do eSocial será alterado nos próximos dias, em decorrência do estado de calamidade pública que afeta empresas de todo o País.

O 3º grupo (empregador optante pelo Simples Nacional, empregador pessoa física [exceto doméstico], produtor rural PF e entidade sem fins lucrativos) tinha a previsão de transmitir as folhas de pagamento a partir de setembro de 2020.

Assim como os órgãos públicos federais e as organizações internacionais (grupo 4) que iniciariam a primeira fase também no mês 9 do calendário.

Todavia, por conta da pandemia do coronavírus (COVID-19), a data será alterada nos próximos dias pelos entes que compões o eSocial.

O adiamento envolverá também os eventos de Segurança e Saúde do Trabalhador (SST), previstos para o mesmo mês nas empresas do 1º grupo (faturamento anual superior a 78 milhões).