Não perca o prazo do eSocial para grandes empresas

ão perca o prazo do eSocial para grandes empresas - Blog Contmatic

O eSocial entrou em vigor no último dia 8 de janeiro para cerca de 14 mil empregadores no Brasil

O eSocial entrou em vigor no dia 8 de janeiro para cerca de 14 mil empregadores no Brasil. As empresas que registraram faturamento superior a R$ 78 milhões (com base o ano de 2016) já devem atender a essa obrigatoriedade.

Até o dia 28 de fevereiro de 2018 o sistema receberá apenas as informações cadastrais dos empregadores, assim como estabelecimentos, rubricas, cargos, entre outras. Somente a partir de março será possível o envio das informações relativas aos trabalhadores e seus vínculos com as empresas, como admissões, afastamentos e desligamentos (eventos não-periódicos). “Até lá, será possível fazer os ajustes necessários na qualificação cadastral dos funcionários, por exemplo”, informa a consultora trabalhista e previdenciária da Contmatic Phoenix, Bernadete Conceição

A consultora relata que não há obrigatoriedade de envio dos dados necessariamente nos primeiros dias. “A empresa pode fazer os eventuais acertos necessários em seus sistemas internos, bem como se utilizar do ambiente de produção restrita para seus testes, para só depois começar a enviar informações à Base Nacional’, explica.

Cronograma de entrega do eSocial para empresas com faturamento no ano de 2016 acima de R$ 78 milhões:

Janeiro 2018 – Cadastro do empregador e tabelas

Março 2018 – Dados dos trabalhadores e seus vínculos com as empresas

Maio de 2018 – Folha de Pagamento

Julho 2018 – Substituição da GFIP

Janeiro 2019 – Dados de segurança e saúde do trabalhador

Importância do eSocial

O eSocial foi criado para reduzir a burocracia no cumprimento das obrigações fiscais, previdenciárias e trabalhistas. Com o passar do tempo, todas as empresas deverão atender as obrigações do eSocial. A inciativa unificará o envio dos dados sobre trabalhadores em relação à Previdência Social, Caixa Econômica Federal, Receita Federal e Ministério do Trabalho e Emprego. 

As empresas e os profissionais de contabilidade deverão enviar as informações unificadas dos trabalhadores sobre contribuições previdenciárias, folha de pagamento, comunicações de acidente de trabalho, aviso prévio, escriturações fiscais e informações sobre o FGTS, substituindo o preenchimento e a entrega de formulários e declarações separados.

Bernadete lembra que todos os dados enviados para o sistema eSocial já são registrados, atualmente, em algum meio, como papel e outras plataformas online. No entanto, com a entrada em operação do novo sistema, o caminho será único. Na prática, o eSocial será a nova forma de prestação de informações feita pelo empregador e integrará a rotina de mais de 8 milhões de empresas e 40 milhões de trabalhadores.

Fique por dentro de todas as novidades na legislação, acesse o Legalmatic.